[Poesia] Duas Luas

Desenho do autor

Sem título-3 cópia

Imaginem se o mundo tivesse duas luas
Imagine você postado em frente ao céu
Com todo o teto do universo aberto
E que você está completamente certo

Assuma que seus olhos estão bem
Que eles não te enganam
E ao fitar a região leste do céu
Há uma nova lua verde ao lado da lua de mel

Você se sentiria mal? Sentiria o odor fresco da loucura?
Deixaria o céu te enganar, ou choraria sem frescura?
Se duas luas você visse no céu, logo deveria assumir
Ou você endoidou ou um novo mundo passou a existir

Eu tremeria, talvez me faltasse coragem
Duvidaria da verdade e talvez pirasse
Mas lá estão as malditas duas luas
Me encarando com o brilho frio da noite

Tudo que você acredita desmoronaria
Isso eu boto fé
Seja da religião ou da ciência
Seja você testemunha de jeová ou professor
Ao ver duas luas brilhando some todo seu pudor

Satélite controlador
Controla as marés, controla sua dor
Controla sua loucura, seu sofrimento
Uma segunda lua tem seu próprio movimento
Muda o g da sua fórmula física
Muda o físico e o ciclo menstrual
Essa lua verde é coisa do mal?

Elas mudam a realidade, o mundo que você agora vive
Você está em 1Q15, ou ainda duvida do que eu disse?
Cuidado! Quem insiste geralmente não resiste
E sucumbe
E vira história literária

Você conseguiria dormir? De verdade?
Sabendo que mais ninguém vê duas luas?
Contaria pra quem? Compraria essa luta?
Realidade muda, como experimento científico
Antes de Kuhn falar já se sabia
O observador é o verdadeiro ponto crítico
Teria confiança de seguir sua própria esperança?
Conseguiria explicar porque a lua tinha par?

Kafka, Janácek, Orwell
Que livros você leria para entender essa realidade?
Eu me sentiria desesperado, de verdade
Perder a noção do mundo em que vivo
Perder quem me acompanha, me sentir sozinho

Deus me livre dessa infelicidade
Encontrar um amor literário fora das duas luas
De carne e osso, fora do papel
Isso sim é salvação, e não amar o tara da ilusão
Quando eu beijar sua boca, sem divagação

Me lembre de antes olharmos o céu
E confirmar que só uma lua habita esse escuro véu
Isso sim é vida, ai sim estarei bem
Só do seu lado, e de mais ninguém